You are here
Home > Livros > Resenhas > Editoras > Arqueiro > Resenha de Livro: “As Cores da Vida” – Kristin Hannah

Resenha de Livro: “As Cores da Vida” – Kristin Hannah

Todos os textos produzidos pelo Up! Brasil não podem ser reproduzidos – total ou parcialmente – sem autorização. Cópias não autorizadas e plágios são crimes previstos no Código Penal.

Autora: Kristin Hannah
Editora: Arqueiro
Páginas: 352

Resultado de imagem para as cores da vida livro

nota3,5

 

Amo Kristin Hannah e todos os livros dela sempre me fazem ficar completamente emocionada, e com esse não foi diferente. Assim que ele chegou esqueci que tinha uma “fila” e comecei ler ele.

O Livro é dividido em duas partes, começa em 1992 contando a histórias de três irmãs Winona, Aurora e Vivi Ann que após o falecimento da mãe, foram criadas pelo Pai que acabou se distanciando e nunca sendo um pai amoroso e carinhoso. Winona como irmã mais velha, tomou a responsabilidade de criar as irmãs e ser a responsável. Aurora é a harmonia, sempre mediando os conflitos da família e sendo compreensiva. Vivi Ann é a caçula, linda, sonhadora e impulsiva, por demonstrar a mesma paixão do pai pelo Rancho foi a que recebeu a maior atenção dele. Apesar de tudo, eles eram uma família unida e feliz. Até que Luke – paixão de adolescência e melhor amigo de Winona – volta para a cidade e cai nos encantos de Vivi Ann. E como Winona não aceita esse namoro – mesmo que não deixe claro seus motivos para irmã – a relação amigável delas começa a estremecer.

Em uma tentativa de ajudar seu pai no Rancho, e talvez até conseguir um pouco de sua aprovação, Winona contrata um Índio para trabalhar no Rancho, ajudando nos rodeios que podem ser a salvação e tirar o Rancho da falência. E é a chegada Dallas, esse Índio/Peão todo tatuado e misterioso que faz tudo mudar… Vivi Ann – que estava noiva de Luke – sente por Dallas o que nunca sentiu por homem nenhum, e não consegue se afastar dele.

Se eu falar mais vou acabar contando toda a história toda, mas a partir disso surge uma história incrível que vai falar sobre família, amor, perdão, preconceito, negligência, mentira, falsidade, fofoca, ciúmes, inveja, insegurança, decisões, consequências. Ele não é um livro que vai te fazer chorar – como vários outros livros da Kristin – mas te faz refletir, refletir sobre família e amor. Esse livro te faz pensar se o amor é capaz de tudo, sobre companheirismo de família, sobre ter lados bons e ruins e até que ponto você acreditaria em alguém sabendo de seu passado. É um livro REAL, os conflitos que vemos são conflitos que vemos acontecer no dia a dia de uma família. E o que mais me marcou nesse livro e a lição de que tirei dele foi que uma família junta pode superar tudo, mas separada é bem mais difícil.

 

Deixe uma resposta

Top