Você está aqui
Home > Livros > Resenhas > Editoras > Baraúna > Resenha de Livro: “Arma de Vingança” – Danilo Barbosa

Resenha de Livro: “Arma de Vingança” – Danilo Barbosa

Todos os textos produzidos pelo Up! Brasil não podem ser reproduzidos – total ou parcialmente – sem autorização. Cópias não autorizadas e plágios são crimes previstos no Código Penal.

Autor: Danilo Barbosa
Editora: Baraúna
Páginas: 278

Arma de Vingança” foi mais uma boa surpresa nacional que chegou às minhas mãos através de uma book tour. Escrito por Danilo Barbosa, o livro narra a história de Ana, uma jovem mulher que largou sua vida no interior para construir uma vida por conta própria, mas que acaba tenho seu destino afetado pela maldade. Seu amado pai havia falecido após uma discussão séria com sua mãe, e assim que completou 18 anos, Ana partiu para a cidade grande.  Após sofrer nas mãos de seu antigo namorado, um viciado em drogas apelidado Rambo, ela procurou seguir seu caminho como tantas outras garotas dos dias de hoje. Trabalhando em uma locadora, Ana ri, se diverte com os amigos, sofre e chora como qualquer outra garota. Bonita, mas sem ser extravagante, ela acaba atraindo a atenção de Ricardo, um rapaz charmoso e educado que balança o coração da garota. É aí que o conto de fadas – ou melhor, o pesadelo – começa.

A empatia que criamos com Ana é quase que imediata: como não torcer para que sua carreira na fotografia dê certo? Como não sonhar junto com ela ao planejarmos em uma família feliz? E como não achar Ricardo a coisa mais sexy e gentil do mundo quando ele dá as chaves de sua casa para ela? Tudo isso, porém, vai ao chão nas mãos talentosas do autor, que nos deixa eletrizados a cada nova mudança de narrador. Dá vontade de gritar “olha, olha, o assassino está atrás de você!“.

Ana sofre as maiores maldades nas mãos de Ricardo até que decide dar um basta, transformando-se em uma verdadeira arma para sua vingança pessoal, contando com o sigilo do patrão e amigo Lázaro e a lealdade do jornalista Rafael. Não há como contar mais da história sem entregar spoilers, mas fica aqui o registro de que a cada página ficamos mais e mais presos à trama, loucos para saber o que vai acontecer em seguida.

Comecei a ler esse romance durante o intervalo entre uma aula e outra, mas a narrativa criada por Danilo é tão fluida que não me dei conta da hora passando até chegar à página 50! Narrado em primeira pessoa, o livro inicialmente acompanha apenas as ações e pensamentos de Ana, mas depois abre espaço para Rafael, Ricardo e até mesmo Rambo. Como a contracapa do livro bem diz, “esta não é uma história de amor”. Não espere um final feliz, mas uma linha de chegada.

Não pude largar “Arma de Vingança” até terminar o livro todo, coisa que fiz em apenas um dia.  Ana, assim como Ricardo e Rambo, nos faz refletir sobre até que ponto uma pessoa pode chegar em busca da satisfação dos seus desejos mais sombrios, apesar do final um tanto corrido e surreal. Sem buscar lições de moral ou qualquer recurso do gênero, a história do livro se apresenta como uma confissão dos atos de Ana – uma confissão que não busca absolvição justamente por aquele ter sido o único caminho que ela acreditava poder seguir para continuar vivendo.

 

>> Resenha originalmente publicada em 2011 no endereço www.up-brasil.com

Jaqueline Sant'ana

Tem 29 anos, é carioca, botafoguense, revisora e Mestre em Sociologia. Ama cinema, literatura e música e curte passar os finais de semana fazendo binge-watching de séries, mas não dispensa um karaokê com litrão de cerveja.

Deixe uma resposta

Top