Você está aqui
Home > Livros > Resenha de Livro: “True”, de Erin McCarthy

Resenha de Livro: “True”, de Erin McCarthy

Todos os textos produzidos pela Up! Brasil não podem ser reproduzidos – total ou parcialmente – sem autorização. Cópias não autorizadas e plágios são crimes previstos no Código Penal.

Autora: Erin McCarthy
Páginas: 258
Editora: Verus

nota4

Todo mundo sabe que o gênero new adult está fazendo sucesso nos últimos tempos. A editora Verus, primeira a trazer o gênero para o Brasil (com Belo Desastre), sempre tem ótimos lançamentos desse gênero. “True” não foi o primeiro livro que li de Erin McCarthy, mas foi o que mais gostei. Esse é o primeiro livro da série True Believers.

Rory é uma garota bonita e inteligente, mas ela surpreende suas colegas de quarto quando diz que ainda é virgem. Decididas a ajudar a amiga, elas pagam ao bonito, tatuado e misterioso Tyler para resolver o problema. O que elas não sabem é que Tyler fará isso com prazer. Mesmo sabendo que ele não é o melhor para Rory, ele não consegue evitar se aproximar cada vez mais. Com uma família complicada, onde sua mãe vive drogada e ele tem que se preocupar em manter os irmãos longe das garras dela, Tyler quer, pelo menos, conhecer Rory melhor. E quando ele acha que ela vai fugir ao ver o seu pior, ele se surpreende. Mas nada será fácil para eles, quando tudo parece ir bem, uma bomba é lançada na vida deles.

Novamente temos uma história onde um cara lindo, sexy e tatuado se encata pela garota bonita, inteligente e certinha. Nada de novo nisso. Mas a história da família de Tyler faz com que a história do livro seja interessante. Apesar do que pode parecer a princípio, Tyler é um cara com um coração imenso que quer proteger seus irmãos desesperadamente. Ele aguenta toda a loucura e vício da sua mãe apenas para não separar a família. Ele se apaixona por Rory, e faz o possível para mantê-la longe dos seus problemas. Ele não quer que ela abra mão de nada para ficar com ele.

Rory é uma garota boa, que passa seus dias dedicada aos estudos, mas que quer mais que isso. Ela se sente estranha porque sua relação com os garotos não é muito boa. Sua família é seu pai, a quem ela ama, mas que não aceitará bem o romance com o bad boy. Mais do que enfrentar seu pai, ela lutará com unhas e dentes para manter seu relacionamento.

Tanto Rory quanto Tyler são personagens muito bem desenvolvidos, e os dramas e conflitos, são bastante delicados. Uma coisa legal é que, ao ler o livro, você descobre que “true” quer dizer muito mais do que a palavra nos diz. Certamente você ficará com a história na cabeça por algum tempo depois de ter terminado a leitura.

Deixe uma resposta

Top