Você está aqui
Home > Livros > Resenhas > Editoras > Arqueiro > Resenha de Livro: “Pecados no Inverno”, Lisa Kleypas

Resenha de Livro: “Pecados no Inverno”, Lisa Kleypas

Todos os textos produzidos pelo Up! Brasil não podem ser reproduzidos – total ou parcialmente – sem autorização. Cópias não autorizadas e plágios são crimes previstos no Código Penal.

Autora: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Páginas: 288

nota5

 

Em Pecados no Inverno voltamos ao mundo das folhas secas (nunca vou me acostumar com essa tradução) e sabemos um pouco da história de Evangeline Jenner, uma jovem tímida, filha de um dono de casa de jogos Jenner’s e que foi criada pelos tios maternos. Em constante pressão, repressão e abusos físicos e psicológicos por parte da família que a acolheu, ela desenvolve uma gagueira que a impede de se comunicar e mostrar sua personalidade. Ao conhecer as outras três amigas, ela começa a desabrochar e nesse livro a vemos se transformar.

Evie, ao saber que seu pai está muito doente, toma uma decisão que pode transformar sua vida. Poderia ser considerada uma loucura, mas ela está certa de que só há essa opção e não há nada e ninguém que pode a deter. Tanto que nem as melhores amigas ficam sabendo.

Lorde St. Vicent é um notório libertino em que toda garota sabia que se passasse segundos sozinha com ele já teria sua reputação arruinada, porém o mulherengo estava em maus lençóis e endividado a procura de uma solução para seus problemas. A primeira tentativa não foi muito sucedida, como podemos ver em Era Uma Vez no Outono, mas foi daí que Evie tirou sua grande ideia que poderia salvar os dois. Uma proposta de casamento que iria fazer com que ela se livrasse definitivamente de sua família, e Sebastian teria a herança que a moça receberia em breve.

Com essa oferta irrecusável ficou difícil Sebastian dizer não, então logo eles partem para Gretna Green onde se casariam sem impedimentos e em segredo. Em uma viagem rápida, já que ela tinha medo de sua família os encontrarem, eles começam a se conhecer e a se surpreender com suas reais personalidades: uma mulher teimosa e decidida e um homem que se importava e era até mesmo carinhoso.

Ao voltarem de viagem, já casados, Evie finalmente pode cuidar de seu pai, que morre pouco tempo depois e Sebastian toma as rédeas da administração do clube, um feito bastante surpreendente aos olhos dela, já que ele nunca se ligou a compromissos. Nem ele sabia o porque de estar se importando, mas sentia um prazer e necessidade de cuidar de sua recém esposa, mesmo que a união tenha sido só por conveniência. Aos poucos os sentimentos dos dois mudam e o amor surge, mesmo que com bastante relutância. O que foi bem legal, já que podemos ver como Evie torturava St. Vicent negando o que ele conseguia com tanta facilidade. A química entre os dois é maravilhosa!

Após Sebastian se tornar administrador do Jenner’s, uma série de acontecimentos ocorre. Segredos são revelados, muita ação e sedução, o que torna a leitura bastante empolgante. É interessante ver o crescimento dos personagens durante o livro e em comparação aos anteriores. Evie sai do casulo e se torna uma mulher decidida e que sabe o que quer, enquanto Sebastian nos mostra que não é aquele homem mau caráter que vemos antes. Posso dizer que, pelo menos para mim, a mudança dele foi muito mais surpreendente que a dela. Ela é a heroína e só faltava um empurrãozinho para deixar de lado os tios abusivos e ir atrás do que queria. Já com St. Vincent, a autora teve que fazer um grande trabalho para transformar a raiva dos leitores – principalmente se eles leram Pecados no Inverno logo em seguida ao anterior – em admiração e amor.

Vemos uma história sobre como o amor e a compaixão conseguem transformar o ser humano em uma pessoa melhor, sobre perdão e como sentimentos de abandono e negligencia podem destruir alguém.

Este é o meu livro preferido da série, por isso é tão difícil encontrar palavras para explicar. Tenho uma teoria que algumas pessoas gostam tanta de uma coisa que elas não precisam dizer o porquê, ou nunca conseguem, e esse é um desses casos. Talvez seja por causa da história em que uma moça tímida e introvertida consegue tomar coragem e ir atrás dos seus objetivos e o rapaz mau caráter, de má índole, consegue redenção uma vez que se apaixona. Pode ser um misto dessas duas narrativas que acaba se transformando em uma linda história de amor e companheirismo.

Suelen Dias
Jornalista e mercadóloga, super ligada no mundo pop. Adora um bom livro, uma boa série e ir ao cinema. Escritora frustrada, adora viajar, nutre um amor profundo e eterno por Londres.

Deixe uma resposta

Top