Você está aqui
Home > Livros > Resenhas > Editoras > Arqueiro > Resenha de Livro: “Onze Leis a Cumprir na Hora de Seduzir” – Sarah MacLean

Resenha de Livro: “Onze Leis a Cumprir na Hora de Seduzir” – Sarah MacLean

Todos os textos produzidos pelo Up! Brasil não podem ser reproduzidos – total ou parcialmente – sem autorização. Cópias não autorizadas e plágios são crimes previstos no Código Penal.

Autora: Sarah MacLean
Editora: Arqueiro
Páginas: 336

Conhecemos Juliana no primeiro livro da série  quando ela entrou na vida dos irmãos de forma inesperada e sempre aguardei ansiosamente pelo lançamento do livro dela e não me decepcionei.

Em “Onze Leis a Cumprir na Hora de Seduzir“, Juliana Fiori é meio irmã dos gêmeos Gabriel e Nicholas (protagonistas dos livros anteriores caso alguém tenha esquecido ou não saiba), e como toda italiana estereotipada, ela é temperamental, espontânea, geniosa, ousada e parece que está sempre entrando nas mais estanhas confusões. Confusões estas que mancham mais ainda sua reputação, que já não é lá das melhores sendo filha de uma mulher que abandonou marido, filhos, fugiu para a Itália e casou com um mercador.

Em uma pequena passagem no primeiro livro, Juliana conhece Simon Pearson, o Duque de Leighton, um dos homens mais importantes da Inglaterra e que leva sua reputação e a da família em primeiro lugar. A primeira vista rola uma química irresistível entre os dois. Uma paixão instantânea, que é afastada por Leighton assim que ele descobre a origem de Juliana. O rapaz tem o carinhoso apelido de “Duque do Desdém” por ser frio, insensível, arrogante e orgulhoso.

Ainda sentindo os efeitos dos acontecimentos familiares do segundo livro, Simon se vê em uma situação complicada quando precisa arrumar uma noiva urgentemente para abafar qualquer vestígio de um escândalo. Sua noiva não pode ter uma personalidade parecida com a de Juliana. E Juliana o quer, mas quer que ele a queira pelo que ela é. Escândalos inclusos.

Ao mostrar frieza e que esqueceu qualquer envolvimento que eles possam ter tido algum dia, Juliana se irrita e o desafia a mostrá-lo que paixão pode prevalecer à reputação. Para ele, de um jeito bem arrogante, não resta dúvidas, a reputação sempre será importante. Juliana tem certeza que a vida seria muito sem graça sem amor e paixão. Após a aposta, Juliana se torna obstinada a provar a todo custo que Simon está errado, se metendo em mais escândalos, mesmo sem querer. Leighton, com a aposta começa a passar mais tempo na companhia de Juliana, tentando lutar contra a atração que sente por ela e evitar a todo custo manchar sua imagem impecável.

Uma das coisas que me deu um pouco de nervoso foi a insistência do Simon em querer sempre levar a sério demais o nome da família e as aparências, muitas vezes magoando Juliana. Se eu fosse ela, não perdoaria tão fácil. Mais um fator que me fez torcer loucamente para que ela ganhasse a aposta deles e o colocasse de joelhos como ela queria! Muitas vezes Juliana não se sente tão amada ou tem dúvidas sobre o seu lugar em sua família, ou na sociedade, que mesmo com todos os esforços de seu irmão, de sua cunhada e de sua melhor amiga, não estão tão solícitos a aceitarem-na nos meios sociais.

Sarah MacLean construiu duas personagens com conflitos pessoais que no decorrer do enredo foram se desenvolvendo e é bem nítido o crescimento do caráter dos dois ao entrelaçar os conflitos dos dois e mostrar a Juliana que não dá pra controlar tudo usando a paixão e a Simon que boa aparência e reputação não são tudo nessa vida. É um livro extremamente puxado para o lado social e o que a sociedade londrina daquela época esperava das pessoas.

Em resumo, esta é uma estória fascinante de duas pessoas de polos totalmente opostos, mas totalmente atraídas uma pela outra, que na verdade são dois corações solitários, marcados por erros de outras pessoas e que se encontram e se completam. Com vários diálogos ótimos, tiradas engraçadas e uma dinâmica maravilhosa entre os integrantes da família. Super recomendo a leitura.

Foi o final perfeito para a série. Fiquei inclusive com muita pena de terminar o livro, lendo bem devagar os últimos capítulos para atrasar o máximo o fim. Sugiro ler em ordem, pois tem bastante detalhe das obras anteriores, mas se você só quiser ler esse, tudo ok também.

 

Resenhas anteriores:
Nove Regras a Ignorar Antes de se Apaixonar
Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter

Suelen Dias

Jornalista e mercadóloga, super ligada no mundo pop. Adora um bom livro, uma boa série e ir ao cinema. Escritora frustrada, adora viajar, nutre um amor profundo e eterno por Londres.

Deixe uma resposta

Top