Você está aqui
Home > Livros > Resenha de Livro: “Nada é Para Sempre”, de Ali Cronin

Resenha de Livro: “Nada é Para Sempre”, de Ali Cronin

Todos os textos produzidos pela Up! Brasil não podem ser reproduzidos – total ou parcialmente – sem autorização. Cópias não autorizadas e plágios são crimes previstos no Código Penal.

Autora: Ali Cronin
Editora: Seguinte
Páginas: 270

nota4

Eu confesso que apesar de ter uma temática bem adolescente, a série “Garota <3 Garoto” sempre me gerou curiosidade. Assim, quando surgiu a oportunidade, logo peguei para ler “Nada é Para Sempre”, o primeiro volume da saga de Ali Cronin.

Quatro amigas adolescentes e que são completamente diferentes. Cass é a namorada fiel, mesmo seu namorado sendo um galinha. Donna adora uma festa, uma badalação. Ashley leva a vida na flauta, não esquentando com nada. E Sarah é a certinha e por isso, sempre o alvo das provocações das meninas. Sarah acha que finalemnte encontrou o cara certo, mas as meninas não tem tanta certeza. Joe está na faculdade e parece estar sempre distante. Para contrabalancear tanto hormônio feminino, Ollie, Rich e Jack estão no jogo também.

Depois das férias em Barcelona, Sarah volta apaixonada pelo menino lindo e mais velho que ela conheceu por lá. Joe parece ser o que Sarah sempre quis. Entretanto, o garoto parece deixa-la sempre em segundo plano. Apesar de se sentir encomodada com isso, ela está disposta a ignorar o fato e lutar pelo garoto, o que acaba gerando um problema com as amigas.

Uma coisa interessante é que Sarah é tão próxima que poderia ser você ou uma amiga. Toda adolescente, ou quase toda, já ficou “apaixonada” por um garoto no nível: só quero falar sobre ele. Isso acontece, é coisa da idade. Entretanto, é preciso ficar atento para não deixar isso se tornar uma regra e acabar sendo o único assunto que a interessa. Nenhum garoto vale esquecer dos amigos. Essa é uma das lições do livro.

Outra lição que o livro passa é o amor e respeito por si mesmo. Sarah várias vezes aceita situações que a humilham e a diminuem apenas para estar com Joe e acreditar que aquele é o mundo dele e ela tem que aceitar. Não. Se o cara gosta de você não vai deixar que essas situações aconteçam. Isso é o que as amigas criticam mas que Sarah não consegue entender.

Apesar dos desentendimentos, das palavras amargas ditas e dos corações partidos, amigos são sempre amigos. Amigo é aquele que vai falar o que pensa na sua cara e te ajudar a seguir em frente. E em “Nada é Para Sempre“, é isso que eles fazem. Mesmo quando tudo parece ruim, eles estão lá para apoiar. Seja uma das meninas, ou seja um dos meninos, que apesar de não fazerem o mimimi, são tão parceiros quanto. Vale a leitura do livro, para qualquer idade que você tenha, mas principalmente para os adolescentes.

Deixe uma resposta

Top