Você está aqui
Home > Livros > Resenha de Livro: “Metamorfose?”, de Gail Carriger

Resenha de Livro: “Metamorfose?”, de Gail Carriger

Todos os textos produzidos pela Up! Brasil não podem ser reproduzidos – total ou parcialmente – sem autorização. Cópias não autorizadas e plágios são crimes previstos no Código Penal.

Autora: Gail Carriger
Editora: Valentina
Páginas: 320

nota4,5

A série de Gail Carriger, “O Protetorado da Sombrinha“, é uma das mais badaladas séries steampunk do momento. O primeiro livro, “Alma?“, nos apresentou personagens engraçados, cativantes e charmosos, e dessa forma, conquistou minha atenção e fidelidade.

Nesse segundo livro, “Metamorfose?“, Gail trás novamente a preternatural Alexia Tarabotti, agora Lady Maccon e uma nova aventura. Sua vida, casada com Lord Conall Maccon, agora apresenta novas obrigações. Porém, em meio a essa nova configuração, Londres é assolada por um misterioso acontecimento. Lobos e vampiros, ao passarem por determinados locais, perdem seus poderes temporariamente. Enquanto isso, o passado do conde de Woolsey bate a sua porta e acaba levando o casal em direções opostas. Mas Alexia, esperta como ela é, vai tentar dar um jeito de resolver tudo.

Quando os seres sobrenaturais começam a perder seus poderes, é natural que os olhos de algumas pessoas caiam sobre Alexia, afinal, ela é uma preternatural. Mas a estranha nuvem não parece estar em torno dela e sim em torno do seu marido. E por algum motivo estranho, parece estar ligada diretamente com a antiga alcateia a qual ele pertencia e portanto, Lorde Maccon sente-se na obrigação de resolver. O problema é que ele não compartilha com Alexia seus problemas, o que deixa essa meia italiana muito contrariada.

Novos personagens surgem aqui, mas a mais interessante deles é Madame Lefoux, uma mulher inventora, que veste-se com calças. Apesar de não confiar cegamente na mulher, Alexia acaba passando muito tempo com ela, e quando sua vida corre perigo, Madame Lefoux está ao seu lado.

Em Metamorfose? Temos a senhorita Ivy Hisselpenny e Tunstell mais divertidos e atrapalhados do que nunca. E além de Madame Lefoux, o beta de seu marido Professor Lyall, acaba se tornando o principal apoio de Alexia nesses dias sem Lorde Maccon.

Eu senti falta de Conall nesse livro. Ele aparece bem menos que no primeiro, e acho que o livro perdeu não apenas em humor como em romance. Obviamente quando ele e Alexia estão juntos, não falta apetite sexual entre os dois. Mas os segredos e a falta de habilidade de Conall para lidar com sua nova vida de casado, acaba criando algumas rachaduras na relação do casal. E no final, ainda temos uma grande surpresa que deixa os leitores completamente loucos e ansiosos pelo próximo livro.

Deixe uma resposta

Top