Você está aqui
Home > Livros > Resenha de Livro: “Garota Apaixonada em Férias” – Carolina Estrella

Resenha de Livro: “Garota Apaixonada em Férias” – Carolina Estrella

Todos os textos produzidos pelo Up! Brasil não podem ser reproduzidos – total ou parcialmente – sem autorização. Cópias não autorizadas e plágios são crimes previstos no Código Penal.

Autora: Carolina Estrella
Editora: Matrix
Páginas: 196

nota3

Se hoje em dia você tem 20 e taantos anos de idade, com certeza deve se lembrar dos “cadernos de perguntas” que eram febre entre as adolescentes durante o final dos anos 90 e início dos anos 00. Lembrou? Pois esse é o clima de Garota Apaixonada em Férias, a continuação de Garota Apaixonada em Apuros publicada pela editora Matrix.

Ao começar minha leitura, a primeira coisa que me chamou a atenção foi a sequência de “entrevistas” com as amigas e o namorado da protagonista logo no início do livro. Em “Garota Apaixonada em Apuros” eu notei que os personagens secundários ficavam à deriva na história, sem maiores detalhes sobre suas personalidades, gostos e descrições físicas. Nesta continuação da série “Garota”, a jovem autora Carolina Estrella fez questão de nos apresentar a turma de Gabriela – e justamente através das “temíveis” perguntinhas que faziam sucesso nos “cadernos de perguntas” da nossa juventude.

Nesta continuação, entre paqueras, fofocas, mal-entendidos e muitas aventuras, Gabi e sua turma alopram em Búzios durante as férias. Conhecendo gente nova, lidando com um namorado que adora inventar apelidos melosos e brincando de gato e rato com a irmã mais nova, Clara, Gabriela resgata o lado mais divertido e emocionante da adolescência com lições sobre amizade, afeto e companheirismo, além de muitas situações constrangedoras e hilárias ao lado de Talita, Thaís, Carol e Lívia, suas melhores amigas, e Bárbara Emília, uma amiguinha de Clara que se junta ao grupo para aproveitar alguns dias de descanso na praia. Tudo isso acontece, é claro, sem deixar de lado os “rolos” que surgem na vida de uma jovem que vive em meio a muitos apuros!

A descrição dos locais é um ponto forte do livro, nos transportando diretamente para as belas praias da cidade litorânea de Búzios. Para além da diversão e do clima descontraído que dominam a trama do livro, alguns tópicos sérios também são abordados, como a perda de entes queridos, falta de comunicação com os pais, mudanças corporais e o uso de drogas.

Com relação à construção dos personagens, faço minha ressalva ao relacionamento de Gabi e Nelson, seu namorado e primeiro amor. Tudo bem que se deve cobrar muita lógica quando se trata de paixão em romances infanto-juvenis, mas começar a namorar um garoto que lhe maltratou, traiu e ridicularizou no passado na frente de todos os conhecidos da escola me pareceu uma atitude um tanto estúpida. Nelson consegue ser grosseiro e folgado em um instante e todo carinhoso em outro. Com tantos rapazes bonitos e bronzeados por aí, logo achei que a protagonista poderia arranjar alguém melhor para chamar de “seu”.

A narração em primeira pessoa de Gabriela tem todo um clima de diário adolescente – ainda mais quando lemos os comentários feitos pela personagem anos mais tarde em meio ao texto. A linguagem é descontraída e bastante simples, pontuada aqui e ali por um “Tipo” no começo das frases. Em questão de duas horas devorei o livro, sempre tendo ataques de risos entre uma e outra fala ou situação cômica que os personagens secundários apresentavam. Entre uma reviravolta e outra, essa história despretensiosa nos transporta diretamente para os dias onde praticar beijo na boca no espelho, sonhar em conhecer um gatinho sarado e discutir o mito de que você pode perder sua virgindade usando absorvente interno (quem nunca?) eram rotina nas nossas vidas.

Me diverti bastante durante a leitura, sempre me lembrando de como os problemas da época pareciam um verdadeiro drama mexicano. Se você está naquela fase onde Tudo O Que Uma Garota Precisa Saber é seu livro de cabeceira ou apenas gostaria de relembrar seus dias de teenage dream, Garota Apaixonada em Férias é para você!

Jaqueline Sant'ana
Tem 29 anos, é carioca, botafoguense, revisora e Mestre em Sociologia. Ama cinema, literatura e música e curte passar os finais de semana fazendo binge-watching de séries, mas não dispensa um karaokê com litrão de cerveja.

Deixe uma resposta

Top