You are here
Home > Livros > Resenhas > Editoras > Geração Editorial > Resenha de Livro: “Fantasias Gêmeas” – Opal Carew

Resenha de Livro: “Fantasias Gêmeas” – Opal Carew

Todos os textos produzidos pelo Up! Brasil não podem ser reproduzidos – total ou parcialmente – sem autorização. Cópias não autorizadas e plágios são crimes previstos no Código Penal.

Autora: Opal Carew
Editora: Geração Editorial
Páginas: 262

nota2

Fantasias Gêmeas é um romance erótico escrito por Opal Carew. Parte da coleção Muito Prazer, o livro foi classificado com uma pimentinha laranja na escala da editora Geração Editorial. Fugindo da onda BDSM que invadiu a literatura erótica nos últimos meses, Fantasias Gêmeas é um livro que chega a ser ingênuo em certos momentos, ainda que seja muito sensual.

Quero deixar bem claro que eu gosto bastante de fantasia na literatura. A meu ver, porém, essa fantasia tem que ter um pingo de lógica e veracidade para ser convincente e coerente. Fantasias Gêmeas é um livro inteiramente voltado para o lazer, uma vez que passa a não fazer sentido algum a partir da sua metade.

Jenna Kerry é uma mulher simples com algumas fantasias eróticas bem quentes. Vivendo um relacionamento cheio de altos e baixos com o noivo Ryan por causa da dedicação dele ao trabalho, ela decide terminar seu compromisso após mais uma festa de amigos que teve comparecer sozinha. A noite ganha consequências inesperadas quando Jenna encontra Ryan do lado de fora do evento e ele finge realizar um das maiores desejos da noiva: transar com ela como se fosse um completo desconhecido. A nova disposição que seu noivo demonstra a pega desarmada, e Jenna se entrega à realização de mais e mais fantasias.

O problema todo é que o “tal Ryan” daquela primeira noite não era o travado e certinho Ryan, mas sim o irmão gêmeo dele, o ousado e desinibido Jake. Os dois são igualmente bonitos e gostosos, mas apresentam personalidades bastante diferentes. Quando finalmente descobre a verdade, já prestes a subir ao altar, Jenna se encontra diante de um dilema de sérias consequências: dar uma nova chance ao apaixonado noivo ou viver as delícias de um relacionamento novo e regado a sexo com o irmão dele?

O que eu achei do livro? Ainda não sei. Fiquei tão espantada com a total falta de noção de muitas situações neste romance que me peguei rindo pra valer em cenas que supostamente deveriam ser dramáticas e tensas. A narrativa de Opal Carew, autora que eu desconhecia até este livro, é simples e fluida, gostosa de acompanhar. As cenas de sexo são bem escritas e quentes – coisa fundamental em um romance erótico -, ainda que caiam na repetição após um tempo. Questionei muito as ações da protagonista, principalmente o argumento de que “os hormônios a estavam enlouquecendo”. Gata, somos todos civilizados aqui, então sossega a periquita. Também estranhei a postura de Ryan, que mantém um relacionamento há anos com uma mulher, visando formar uma família com ela, e não conta em nenhum momento a ela que tem um irmão gêmeo. Que puxado!

Uma coisa incrível é você ter uma protagonista desinibida, que vai atrás do que quer e não tem medo de experimentar sua sexualidade da forma que bem entender. Outra coisa completamente diferente é ver uma mulher indecisa entre dois bofes, como no caso de Jenna. Ao contrário do primeiro romance desta coleção, o fraco Algemas de Seda, Fantasias Gêmeas mostrou a que veio, e ainda que não tenha me agradado completamente, conseguiu dar uma boa amostra do quão erótica a coleção Muito Prazer pode ser.

Jaqueline Sant'ana
Tem 30 anos, é carioca, botafoguense, revisora e Mestra em Sociologia. Ama cinema, literatura e música e curte passar os finais de semana fazendo binge-watching de séries, mas não dispensa uma madrugada regada a karaokê e litrões bem gelados.

Deixe uma resposta

Top