Você está aqui
Home > Livros > Resenhas > Editoras > Arqueiro > Resenha de Livro: “Era Uma Vez no Outono”- Lisa Kleypas

Resenha de Livro: “Era Uma Vez no Outono”- Lisa Kleypas

Todos os textos produzidos pelo Up! Brasil não podem ser reproduzidos – total ou parcialmente – sem autorização. Cópias não autorizadas e plágios são crimes previstos no Código Penal.

Autora: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Páginas: 288

nota4,5

Era Uma Vez no Outono” é o segundo livro da série As Quatro Estações do Amor e conheceremos a saga de Lilian Brown em busca de sua cara metade. Ela só não esperava que seu par ideal não fosse nada ideal para ela.

Lilian é uma americana que foi levada para a Inglaterra juntamente com sua irmã, Daisy, para arrumar um casamento proveitoso para as duas partes das famílias. Seu pai é dono de uma fábrica de sabonetes e tenta, por meio das filhas, conseguir fixar seus negócios no país. A garota pouco liga para as regras que uma dama deve seguir, não consegue se conter e fala o que dá na telha, e não se encaixa nem um pouco nos costumes da sociedade inglesa.

A história começa com Lilian indo com Daisy a um boticário encomendar um perfume, e ela acaba ganhando após uma aposta uma fragrância misteriosa que deixaria os homens loucos. Ela acaba usando para finalmente arrumar um pretendente. Só que o cheiro não fazia efeito com mais ninguém, a não ser a última pessoa que ela queria chamar atenção, o Conde de Westcliffe.

Westcliffe, ou Marcus, é o melhor amigo de Simon Hunt, esposo de Annabelle e personagem de “Segredos de uma noite de verão” (você pode ler a resenha desse livro aqui). O conde é conhecido por ser alguém de bom caráter e cavalheirismo. Mas mesmo assim, ao encontrar Lilian, Marcus perde a cabeça já que ela é sem controle e totalmente sem bons modos, fora do padrão e de pouca classe. Se fosse possível, ele não ficaria próximo à americana. O sentimento de raiva e implicância é recíproco, uma vez que Lilian também não o suporta.

Infelizmente eles terão que se aturar por algumas semanas, já que Marcus e o pai de Lilian estão tentando fechar negócio. E todo o enredo se passa em Stony Cross, propriedade do lorde. Entre brigas, farpas e conflitos dignos de uma guerra, Westcliffe e Lilian irão se envolver e perceber que ao mesmo tempo em que são tão diferentes, são parecidos.

O par não é uma surpresa para os leitores que acompanham a série desde o livro anterior, uma vez que ao ler seu primeiro encontro, é nítido que eles ficarão juntos. Mas o interessante é ver a evolução de uma raiva e cisma tão grande se tornar em um amor tão puro e irresistível.

Nesse livro também vemos mais da relação de amizade entre Lilian, Annabelle, Evangeline e Daisy, e como elas são companheiras na alegria, tristeza e confusões. Também podemos ver como anda o casamento de Annabelle com Sr. Hunt e uma aventura com um “que de mistério no final do livro que levará a uma reviravolta inacreditável.

Lisa Kleypas é o tipo de autora de romances de época que nunca nos deixa na mão. Consegue escrever histórias que nos fazem suspirar e torcer por um final feliz (e também torcer para que o vilão se dê mal, muito mal!!!).

A edição da editora Arqueiro não pode deixar de ser comentada. Desde o primeiro volume que as fotos das capas chamam atenção por serem bonitas sem exagero e passam uma idéia de romantismo. Há alguns errinhos bobos no nome de uma personagem, mas nada que interfira na leitura. Também não gostei da tradução que eles colocaram em “wallflowers” (nome do grupo das quatro amigas na edição em inglês). “Flores secas” é estranho, desculpe.

Não tenho como não indicar qualquer livro da para os que gostam do gênero. É diversão e amorzinho na certa! E com “Era uma vez no outono” não é ser diferente.

Suelen Dias

Jornalista e mercadóloga, super ligada no mundo pop. Adora um bom livro, uma boa série e ir ao cinema. Escritora frustrada, adora viajar, nutre um amor profundo e eterno por Londres.

Deixe uma resposta

Top