You are here
Home > Livros > Resenha de Livro: “Easy”, de Tammara Webber

Resenha de Livro: “Easy”, de Tammara Webber

Todos os textos produzidos pela Up! Brasil não podem ser reproduzidos – total ou parcialmente – sem autorização. Cópias não autorizadas e plágios são crimes previstos no Código Penal.

Autora: Tammara Webber
Editora: Verus
Páginas: 308


nota5

Para quem foi arrebatado pelo gênero new adult, “Easy” é uma leitura que tem que constar na sua lista. Quando li Easy, estava louca atrás de outros livros do gênero depois de ter lido “Belo Desastre”. Entretanto, discordo da Verus Editora quando diz que quem gostou de Belo Desastre vai gostar desse também. Apensar de serem do mesmo gênero, são completamente diferentes. Aliás, as pessoas que não gostaram de do livro de Jamie McGuire reclamaram de Travis e seu jeito obssessivo. Para elas, o livro de Tammara Weber é perfeito.

Jacqueline é uma garota apaixonada pelo namorado de escola e que o segue para a faculdade que ele escolheu. Porém, quando ele termina com ela com uma desculpa débil ela passa duas semanas em choque, perde seus amigos e está solteira numa universidade que nunca eria sido sua escolha. Ao sair de uma festa, ela é atacada por um conhecido, um ex-amigo. É aí que surge Lucas, o cara lindo que se torna seu salvador e que a partir desse momento, ela encontrará em todos os lugares. Enquanto se recupera de um coração partido e tenta se manter afstada do badboy Lucas, Jacqueline se interessa pelo monitor da matéria na qual ela está quase reprovando. Mal sabe ela que uam coisa leva diretamente a outra.

Na orelha do livro há um blurb, escrito por mim, que acredito que diga um pouco do que penso do livro: “Quente, misterioso e envolvente. Tammara Webber rouba o fôlego do leitor e o deixa apaixonado por seus personagens irresistíveis.”. Easy é assim, e desculpem-me o trocadilho, é fácil demais de se encantar. Tammara tem um dom para a escrita que me deixou perplexa.

Jacqueline é uma mocinha que cativa o público. Todo mundom em algum momento, já passou por alguma situação que torne possível se identificar com a personagem. Uma vantagem é que ela não é coitadinha e menos ainda cheia de “não me toque”. Além disso ela tem a atividade com os meninos, na qual ela é monitora de alguns adolescentes aspirantes a músicos. Eu realmente gostei dela.

Lucas é, obviamente, um cara com estilo badboy, mas que quando está com Jacqueline é um fofo. Impossível não se deixar seduzir por ele. Cada momento a sós entre ele e Jacqueline faz o livro pegar fogo, mesmo que els não passem dos beijos. Além disso, ele é protetor, inteligente e precavido. Ele tem a sensibilidade de um artista, coisa de que fato ele é quando não está na faculdade, ou trabalhando na cafeteria ou em qualquer outro lugar.

Easy aborda logo de cara um tema forte e Tammara faz essa abordagem com cuidado e respeito, mas sem deixar de explorar a ferida. Mais do que quase ser estuprada, Jacqueline passa por essa situação nas mãos de alguém que ela via como confiável. Ou melhor, alguém que era um colega, um amigo do seu ex-namorado. A reação da personagem e sua evolução diante da situação é um ensinamento para quem já passou por isso e para quem nunca passou. Easy mostra que o respeito é fundamental e que é preciso saber em quem confiar.

Definitivamente se você não leu está perdendo tempo. Você não vai conseguir parar e quando terminar, vai lamentar que ele tenha terminado tão rápido.

Deixe uma resposta

Top