Você está aqui
Home > Filmes > Crítica de Filmes > Crítica de Filme: “Detona Ralph”

Crítica de Filme: “Detona Ralph”

Todos os textos produzidos pelo Up! Brasil não podem ser reproduzidos – total ou parcialmente – sem autorização. Cópias e plágios são crimes previstos no Código Penal.


Título original: Wreck-it Ralph 
EUA , 2012 – 108 min. 
Animação | Aventura | Infantil 
Direção: Rich Moore 
Roteiro: Phil Johnston, Jennifer Lee 
Elenco: John C. Reilly, Jack McBrayer, Jane Lynch, Sarah Silverman, Mindy Kaling 

 

 

Para quem gosta de jogos de videogame, Detona Ralph é um prato cheio de diversão e a prova que a Disney fez bem em ter comprado a Pixar. Narrando a história de Ralph (John C. Reilly/Tiago Abravanel), um vilão grandalhão que passou 30 anos destruindo um prédio para o herói do jogo, Conserta Tudo Félix Jr. (Jack McBrayer/Rafael Cortez), consertar com seu martelo mágico. Após anos de trabalho e nenhum reconhecimento, Ralph decide que cansou de ser vilão e vai provar para todos que pode ganhar uma medalha de herói.

E assim ele vai, saindo do seu mundo dos 8bits para um jogo moderno jogo de tiro em primeira pessoa e de alta definição causando a maior confusão e pondo em risco todo o mundo nos jogos. No meio da confusão, ele acaba caindo em um jogo de corrida , Sugar Rush, e tendo que ajudar um bug chamado Vanellope (Sarah Silverman/MariMoon) a participar de uma corrida em seu jogo. E é no jogo Sugar Rush que se passa a maior parte do filme.

Apesar de ser um Toy Story do vídeo game, o filme não deixa de ser interessante, principalmente por fazer menções à antigos jogos (Pac Man é um exemplo, quando até mesmo a reunião dos Vilões Anônimos é realizada dentro do quadrado onde os fantasminhas vivem) e atiçar a imaginação, não só da criança como do adulto fascinado por jogos, de que seus personagens favoritos continuam vivos quando se para de jogar. A história é simples e cativante, com um roteiro bem amarrado, utilizando um linguajar que agrada todas as faixas-etárias. Ele é sem dúvidas uma ótima pedida.

 

Crítica postada originalmente em 2013.

Suelen Dias
Jornalista e mercadóloga, super ligada no mundo pop. Adora um bom livro, uma boa série e ir ao cinema. Escritora frustrada, adora viajar, nutre um amor profundo e eterno por Londres.

Deixe uma resposta

Top